ESCAS/IPÊ

A ESCAS – Escola Superior de Conservação Ambiental e Sustentabilidade é a iniciativa do IPÊ para a formação de profissionais capazes de desenvolver, implementar e multiplicar ações na área socioambiental, por meio do compartilhamento de conhecimentos para a conservação da biodiversidade de maneira inovadora.

O alinhamento entre a teoria e a prática, o foco na multidisciplinaridade e a excelência do corpo docente são os diferenciais da ESCAS. Com sede em Nazaré Paulista, junto ao IPÊ, a ESCAS dispõe de mais de 30 opções entre Curta Duração, MBA em Gestão de Negócios Socioambientais e Mestrado Profissional em Conservação da Biodiversidade e Desenvolvimento Sustentável.

Regeneração Florestal: Deu no New York Times

Regeneração Florestal: Deu no New York Times

Adaptado do Site do IPÊ: As florestas tropicais contêm mais de metade de todas as espécies de plantas e animais do mundo. Porém, são as que mais perdem biodiversidade, devido à redução de habitat e degradação florestal. Muitas dessas espécies da fauna e da flora tropicais mais ameaçadas estão restritas a somente cerca de 20 locais, em áreas dos trópicos, que já perderam mais de 70% do habitat original. Regeneração florestal Uma das metodologias para conter a extinção de espécies é a regeneração florestal conectando Continue lendo

IPÊ é uma das melhores ONGs para se doar

IPÊ é uma das melhores ONGs para se doar

Adaptado do site do IPÊ: O IPÊ – Instituto de Pesquisas Ecológicas foi escolhido como uma das 100 melhores ONGs para se doar. Esta foi uma premiação do Instituto Doar em parceria com a Revista Época. O resultado foi apresentado no dia 7 de agosto, em evento em São Paulo, com a participação de todas as organizações eleitas. Ao todo, 1,5 mil organizações da sociedade civil inscreveram-se no prêmio. Uma parcela pequena no contexto das organizações sociais brasileiras, que são mais de 300 mil. O Continue lendo

Está no ar o Painel Dinâmico de Informações Gerenciais do ICMBio

Está no ar o Painel Dinâmico de Informações Gerenciais do ICMBio

Já é possível acessar online as mais importantes informações sobre todas as 327 Unidades de Conservação (UCs) federais do Brasil. Está no ar o Painel Dinâmico de Informações Gerenciais do ICMBio — Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, criado com o IPÊ. Dados de pesquisas, gestão e atividades das UCs estão reunidos em um único local para consulta. Tudo de forma atualizada e simples, cobrindo todos os biomas do Brasil. Grupos temáticos O banco de dados está disposto em grupos temáticos, que reagem instantaneamente ao uso de filtros e Continue lendo

IPÊ publica o Relatório de Atividades 2016: Conheça os resultados

IPÊ publica o Relatório de Atividades 2016: Conheça os resultados

Do site do IPÊ: JUNTOS PELA BIODIVERSIDADE Conheça as ações e projetos do IPÊ – Instituto de Pesquisas Ecológicas ao longo de 2016. Confira nossos resultados para a conservação da biodiversidade brasileira. Ciência, Educação, Restauração Florestal, Geração de Renda, Negócios Sustentáveis e influência em Políticas Públicas são nossas estratégias. Nossa equipe de profissionais e pesquisadores, as comunidades das áreas onde atuamos e nossos parceiros trabalham juntos em propostas inovadoras para a transformação socioambiental no Brasil. Saiba mais: Relatório 2016 Dados Financeiros Relatório da Auditoria Informações extras Continue lendo

IPÊ lança o Atlas do Sistema Cantareira: Baixe o PDF

IPÊ lança o Atlas do Sistema Cantareira: Baixe o PDF

O IPÊ – Instituto de Pesquisas Ecológicas acaba de lançar o Atlas do Sistema Cantareira. A publicação sintetiza os resultados de muitos anos da atuação do Instituto na região de influência do Sistema Cantareira. Destaca-se a criação de um banco com informações geoespaciais com mapas de alta resolução sobre o uso do solo, a hidrografia, o relevo e os remanescentes de Mata Atlântica. A produção dos dados e ideias originais do Atlas se desenvolveu no contexto de dois projetos do IPÊ. O Projeto Embaúba: recuperação de áreas degradadas no Continue lendo

Mulheres de ImPACTO – Suzana Padua

Mulheres de ImPACTO – Suzana Padua

Por Ludmila Pugliese, do Pacto pela Restauração da Mata Atlântica   “Se você trabalha ou gosta de temas como conservação e restauração, certamente já ouviu falar de Suzana Machado Padua. Suzana é uma unanimidade. Por seus trabalhos à frente da Instituição que ajudou a criar, por sua paixão pelo que faz, e sobretudo por sua simplicidade e doçura. Se você não a conhece, aqui está um pouco da história dessa mulher, inspiração e madrinha do nosso GT. Nunca pensei em trabalhar nesse campo, mas a Continue lendo

Monitoramento Participativo da Biodiversidade em Unidades de Conservação da Amazônia

Monitoramento Participativo da Biodiversidade em Unidades de Conservação da Amazônia

O projeto Monitoramento Participativo da Biodiversidade realizou em maio de 2016 a primeira expedição para o Parque Nacional do Cabo Orange. Essa Unidade de Conservação (UC) tem área de 619 mil hectares e se localiza no Amapá. O Parque protege paisagens da Amazônia compostas por mangues, campos inundáveis, campos limpos entrecortados por buritizais, cerrados, florestas inundáveis (também chamadas várzeas), florestas de terra firme, além de ecossistemas marinhos. Nesta campanha, a equipe realizou o levantamento de mamíferos, aves e borboletas. O trabalho de monitoramento é realizado em conjunto Continue lendo

Histórias do MBA (Parte 4): Transição de Carreira

Histórias do MBA (Parte 4): Transição de Carreira

  A empreendedora Rachel Añon — ponteAponte — aluna da primeira turma do MBA em Gestão de Negócios Socioambientais, fruto da parceria entre ESCAS/IPÊ, CEATS/USP e ARTEMISIA, conta como o curso foi determinante em sua transição de carreira. Quer se juntar à Rachel? As inscrições para o processo seletivo para o MBA 2017 estão abertas. Leia o Edital e garanta agora sua vaga na seleção:

Negócios Sociais, Inovação e a Geração de Valor Socioambiental

Negócios Sociais, Inovação e a Geração de Valor Socioambiental

Entrevista publicada originalmente no ICE Notícias (05/12/2016) – Por Vivian Rubia — Graziella Comini estuda relação entre modelos de negócios sociais, inovações e a geração de valor socioambiental Preocupada com um conjunto de indicadores que apontam a existência de grande desigualdade socioeconômica e degradação ambiental no mundo, e pela constatação de que o capitalismo ainda não conseguiu dar conta de resolver esses problemas, a professora Graziella Maria Comini, da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo (FEA – USP), escolheu para Continue lendo