Rafael Morais Chiaravalloti

Biólogo, Mestre pela ESCAS/IPÊ e doutorando na Universidade Colégio de Londres, pesquisador do IPÊ no grupo de Áreas Protegidas e autor dos livros ‘Escolhas Sustentáveis’ e ‘O Homem que salvou Nova York e outros mestres da Sustentabilidade’.

O mundo das empresas e comunidades tradicionais no Pantanal: problemas distintos soluções semelhantes

O mundo das empresas e comunidades tradicionais no Pantanal: problemas distintos soluções semelhantes

por Rafael Morais Chiaravalloti e Claudio Valladares Pádua Pantaneiros e empresários são pessoas muito diferentes. Talvez ambos se encontrem em alguma pescaria nas férias de julho no meio do Rio Paraguai, em que a canoa de um cruza o barco no outro. Até agora, provavelmente, a comunicação tem se resumido a um aceno de mão. No entanto, as novas teorias econômicas e sociais, têm mostrado que uma pequena conversa entre os dois poderia ajudar os visitantes do Pantanal a revolucionarem o mundo dos negócios. Basicamente, Continue lendo

Como salvar o meio ambiente? Regras ou não ?

Como salvar o meio ambiente? Regras ou não ?

Responder em duas palavras como salvar o meio ambiente aparentemente seja tarefa impossível. No entanto, a ONU e outras agências globais parecem ter a resposta: posse da terra. Há um investimento pesado ao redor do mundo. Apenas no Afeganistão, foram investidos 53 milhões pela Agencia Americana de Desenvolvimento (USAid) entre 2004 e 2009 nessa campanha. A ideia é simples, e se baseia em duas teorias já bem estabelecidas. A primeira vem da teoria da tragédia dos comuns, do famigerado ecologista Garret Hardin. Imagine um rio Continue lendo

Quando o errado “dá certo” ou Dinheiro não é tudo na vida

Quando o errado “dá certo” ou Dinheiro não é tudo na vida

Há uma semana, publiquei um artigo científico na revista Journal of Fisheries Management and Ecology. No entanto, o artigo saiu complemente diferente do que eu imaginava quando comecei a pesquisa. Ele simplesmente deu um resultado oposto daquilo que eu previa. Embora no começo acreditasse que iria ser excomungado pela minha orientadora, hoje eu vejo que o resultado negativo se tornou algo muito mais interessante. Ou seja, agradeço aos Deuses da Ciência por a minha pesquisa ter dado errado. Eu faço a minha pesquisa no Pantanal, Continue lendo

Conflitos com Terras Indígenas, brigas entre Unidades de Conservação e comunidades tradicionais, fazendas e o direito de propriedade – o que isso tem a ver e o porquê de tanta confusão?

Conflitos com Terras Indígenas, brigas entre Unidades de Conservação e comunidades tradicionais, fazendas e o direito de propriedade – o que isso tem a ver e o porquê de tanta confusão?

A posse da terra A definição de direito de propriedade ou posse da terra é considerado um dos eixos mais importantes de sustentabilidade. Praticamente todas as agências de desenvolvimento do mundo apontam como a chave para atingirmos um futuro melhor. A FAO diz que isso irá acabar com a fome; a ONU, com parte das guerras; e o governo brasileiro, com o desmatamento na Amazônia. Não apenas governos acreditam nisso, muitos cientistas acreditam que a definição do título de propriedade da terra seja a bala de Continue lendo

O caminho da felicidade

O caminho da felicidade

Buscar a felicidade é um ponto em comum entre praticamente todos os seres humanos. No entanto, os desafios que cada um está disposto a enfrentar para alcançá-la são muito diferentes. Digo isso porque hoje me deparei com uma história que me fez me perguntar por que demoramos tanto para tomar escolhas de que já sabemos a resposta há muito tempo. Tudo começou com um voo da LATAM que desceu na cidade errada. E após reembarcarmos para o destino, o avião não ligava. Dizem que, na vida, Continue lendo

Aracuãs, jacutingas e mutuns: os grandes semeadores do Pantanal

Aracuãs, jacutingas e mutuns: os grandes semeadores do Pantanal

“Quem aperta o botão do amanhecer é o aracuã”. Assim o grande poeta pantaneiro Manoel de Barros (1916-2014) imortalizou a curiosa algazarra promovida diariamente pelos aracuãs na alvorada. Os “despertadores” pantaneiros fazem parte da família Cracidae. Este é um grupo aparentado com as galinhas, que ocorre apenas na região Neotropical. No Brasil, a família conta com 24 espécies, mas apenas seis delas podem ser encontradas no Pantanal. São elas: o aracuã (Ortalis canicollis), os jacus (Penelope superciliaris e P. ochrogaster), o mutum (Crax fasciolata), a Continue lendo

A vida e o biólogo

A vida e o biólogo

Foto: A. Siqueira Na vida, há sempre algo novo. Não importa o quanto já vivemos, o dia seguinte ainda reservará suas surpresas. Uma nova figura, um novo sentimento, até mesmo uma tecnologia… viver é o exercício da novidade. A natureza também se apresenta devagar. O número de espécies que ainda não descobrimos ultrapassam aquelas de que temos conhecimento. E mesmo aquelas que já foram catalogadas, de poucas temos certeza sobre o que realmente são. Os padrões da natureza são um grande quebra-cabeça que a cada Continue lendo

Achismo, fakenews e não-notícia sobre meio ambiente: os peixes do Pantanal

Achismo, fakenews e não-notícia sobre meio ambiente: os peixes do Pantanal

Comecei minha carreira como biólogo no Pantanal. Lembro-me de que a primeira coisa que ouvi foi que a população local de peixes tinha sido dizimada. O que se ouvia é era que o rio tinha sido devastado pelos pescadores profissionais. Como um biólogo tentando salvar o mundo, eu fui facilmente convencido dessa ideia. No entanto, eu não fui convencido sozinho. A ideia se espalhou por toda a região, e tomadores de decisão começaram a estabelecer medidas para proteger os peixes do Pantanal a qualquer custo. Continue lendo

Vamos criar um “course advisor”!

Vamos criar um “course advisor”!

  O mundo que vivemos é um bastante diferente daquele em que nascemos. As coisas que criamos anteriormente têm que ser adaptadas a essa nova realidade em que rede sociais, inteligência artificial e alimentos sem glúten são praticamente os três pilares da sociedade. Por exemplo, antigamente pesquisavamos hotel pelo número de estrelas que “alguém” (talvez o próprio dono) indicava. Hoje poucas pessoas alugam um quarto sem olhar os comentários e as revisões no TripAdvisor ou Booking. O uso de “revisões negativas” de um hotel ou Continue lendo