Rafael Morais Chiaravalloti

A tarde nublada de Londres em 1662 e a redução de 80% na população de vida selvagem da África entre 1977-2016

A tarde nublada de Londres em 1662 e a redução de 80% na população de vida selvagem da África entre 1977-2016

  O ano era 1662. John Graunt estava entediado com o céu nublado e chuvoso de Londres. Para tentar entreter-se, resolveu saber quantos moradores havia na sua cidade. No entanto, considerou que contar todo mundo poderia entediá-lo ainda mais, sem avaliar outros percalços. Como provavelmente o fato de que muitos Ingleses não gostariam de ser contados, ou não teriam tempo, pois estariam atrasados para o 25° copo de chá do dia, além daqueles que iriam procurar saber o porquê daquela contagem e tentariam discutir quais Continue lendo

Escolhas Sustentáveis: Rolhas Sintéticas ou de Cortiça?

Escolhas Sustentáveis: Rolhas Sintéticas ou de Cortiça?

Vinho. Um belo vinho. Não há nada mais romântico que levar a mulher amada para tomar um vinho. Quem sabe vai ser ali mesmo que vai pedi-la em casamento. Ou talvez selar uma grande amizade. Claro, por que não mostrar um pouco de sabedoria? Comparar a uva ao sabor característico da madeira, averiguar que aquilo não seria vinagre balsâmico, e ver se realmente ele escorre ao longo do copo. Tais atos são rituais que fazem parte do “tomar vinho”. Não julgue o seu colega na mesa Continue lendo

O cosmos, a minha tia e a sustentabilidade

O cosmos, a minha tia e a sustentabilidade

O cosmos, a minha tia e tudo no universo existem pela composição das quatro forças da física: gravidade, eletrodinâmica, força forte e força fraca. Como em um tango argentino ou em um tecnobrega do Pará, elas se combinam, misturam, e por um amor carnal formam um fino equilíbrio. E se nada mudar, a minha tia continuará existindo, o tecnobrega continuará tocando e o mundo será harmônico. Assim também é a teoria da sustentabilidade. Busca-se um fino equilíbrio entre o social, ambiental e econômico, para que Continue lendo

A importância da mesa de bilhar para a teoria da evolução

A importância da mesa de bilhar para a teoria da evolução

  Charles Darwin era um cara doente. Refluxo, tonturas, inflamações, dores eram comuns no seu cotidiano. Alguns dizem que ele sofria de Doença de Chagas que pegou na sua viagem pela América do Sul por 5 anos a bordo do pequeno barco Beagle. Outros já dizem que era uma doença psicossomática e que se manifestava em razão dos seus pensamentos muito revolucionários para a época. No entanto, o importante para nós aqui é que ele não conseguia trabalhar mais do que cerca de 4 horas Continue lendo

O destino de um homem sem chave

O destino de um homem sem chave

  Era 22 de Agosto, segunda-feira, um dia antes do meu aniversário. No caminho de volta para casa percebi que tinha esquecido a chave na universidade. Me vi obrigado a sentar em um bar para esperar minha mulher chegar do trabalho. Ali concluí algumas coisas que considerei importantes: Não há muita novidade no mundo. Se posso dizer alguma coisa é que todo mundo vai passar por problemas, e eles, por sinal, também vão passar. Iremos passar por alegrias, e elas, infelizmente, também vão passar. E Continue lendo

No dia D, na hora H, quando atingiu o ponto G

No dia D, na hora H, quando atingiu o ponto G

A maior conquista na vida de Samuel era um dia conseguir dormir com uma garota. Muitos podem criticar sua antiga ambição, pois é claro que objetivos como acabar com a fome no mundo ou buscar a paz entre religiões são mais nobres do que esse. No entanto, não há argumentos que consigam convencer um garoto de 16 anos que sexo não é o objeto único da vida, uma vez que o pensamento fixo baseia-se na pura e simples ação da testosterona. Contudo, no dia D, Continue lendo

Café com Sustentabilidade

Café com Sustentabilidade

Dizem que a história do café começou no século X, um pouco antes de as contagens chegarem no milésimo. O que se diz é que com a expansão e disseminação do Islamismo naquela época, as pessoas sentiram a necessidade de contar suas histórias, ensinamentos e, até mesmo, amenidades e piadas sem graça. Para isso, precisariam de algo que poderia uni-los nessas conversas. Sim, já existia a cerveja, que até hoje faz muito bem esse papel, mas mulçumanos não poderiam consumir álcool. Na busca de um Continue lendo