Áreas Protegidas Urbanas melhoram a vida e aproximam brasileiros da Natureza

Áreas Protegidas Urbanas melhoram a vida e aproximam brasileiros da Natureza

Texto publicado originalmente em O Eco Por Angela Pellin   No Brasil, de acordo com o IBGE, cerca de 68% da população brasileira viviam nas cidades na década de 1980, número que cresceu para 85% em 2010. Esse crescimento das populações urbanas se dá, muitas vezes, sem que haja tempo para um adequado planejamento, refletindo na organização do espaço territorial, saturando e consumindo os recursos ambientais e resultando em consequências profundas para o meio ambiente e para a qualidade de vida das pessoas. Áreas protegidas Continue lendo

Resiliência: eu quero uma pra viver

Resiliência: eu quero uma pra viver

A postagem de hoje da coluna Conservação 2.0 inaugura uma nova modalidade de mídia aqui no Blog do IPÊ: o podcast! É só dar o play: Neste áudio, eu exploro o conceito da resiliência. Bem conhecido dos ecólogos, este conceito é bastante “elástico”, e algumas de suas acepções podem ser muito úteis para os profissionais da conservação e da sustentabilidade que buscam desenvolver sua inteligência emocional. Para ilustrar o que eu estou dizendo, fique agora com o clipe do “Rap do Empreendedor”, uma composição do Continue lendo

A importância da mesa de bilhar para a teoria da evolução

A importância da mesa de bilhar para a teoria da evolução

  Charles Darwin era um cara doente. Refluxo, tonturas, inflamações, dores eram comuns no seu cotidiano. Alguns dizem que ele sofria de Doença de Chagas que pegou na sua viagem pela América do Sul por 5 anos a bordo do pequeno barco Beagle. Outros já dizem que era uma doença psicossomática e que se manifestava em razão dos seus pensamentos muito revolucionários para a época. No entanto, o importante para nós aqui é que ele não conseguia trabalhar mais do que cerca de 4 horas Continue lendo

Aprendendo com a Natureza

Aprendendo com a Natureza

Perguntamos um tempo atrás para algumas crianças e professores de Teodoro Sampaio, no Pontal do Paranapanema (SP), sobre quais as espécies de animais que eles consideram mais carismáticas de nossas matas, e, se não todos, uma grande maioria nos respondeu: ‘o mico-leão-preto, a onça-pintada e a anta!’…   …O que encheu meus olhos e meu coração de alegria, pois são as “espécies guarda-chuva” que há anos nos inspiram — institucional e pessoalmente — a buscar apoio comunitário e recursos financeiros para a execução de ações Continue lendo

De hambúrgueres e erros

De hambúrgueres e erros

Final do Masterchef, 23 de agosto de 2016. Leo Young vence a parada. Daí a pouco, ficamos sabendo do anúncio do lançamento da campanha de financiamento coletivo da Zebeléo, a hamburgueria de Young, Bel Pesce e Zé Soares. … Um átimo depois, e… BUM! Uma bomba explode para a mais nova celebridade culinária do país. Mas pega mesmo em cheio em sua sócia, a Bel. A repercussão não poderia ter sido pior. Comecei a escutar um burburinho, mas não dei muita atenção. Quando o burburinho estava Continue lendo

O destino de um homem sem chave

O destino de um homem sem chave

  Era 22 de Agosto, segunda-feira, um dia antes do meu aniversário. No caminho de volta para casa percebi que tinha esquecido a chave na universidade. Me vi obrigado a sentar em um bar para esperar minha mulher chegar do trabalho. Ali concluí algumas coisas que considerei importantes: Não há muita novidade no mundo. Se posso dizer alguma coisa é que todo mundo vai passar por problemas, e eles, por sinal, também vão passar. Iremos passar por alegrias, e elas, infelizmente, também vão passar. E Continue lendo

Wilsinho e a onça

Wilsinho e a onça

Arrumando os equipamentos para a próxima expedição do projeto Desenvolvimento de Tecnologias para Valoração de Serviços Ecossistêmicos e do Capital Natural em Programas de Meio Ambiente (haja fôlego), estava lembrando com nostalgia da primeira vez que encontrei com uma onça-pintada em campo. Na época já havia participado de capturas e tido a sorte de ver o bicho na barranca do rio. Mas considero esta a primeira pois uma coisa é tirar fotos de dentro da segurança do carro ou barco… Já encontrar com uma onça-pintada andando Continue lendo

Rua das flores… das pessoas… do belo

Rua das flores… das pessoas… do belo

Para chegar onde trabalho eu preciso percorrer poucos quarteirões, uma delícia de vantagem para quem mora em cidades pequenas, onde tudo é pertinho e todo mundo se conhece. E conhece tão bem cada cantinho da cidade que as informações sobre os locais são apresentadas por percepções sociais, decodificadas de modo coletivo, e não por endereços geográficos propriamente ditos: “é do lado do IPÊ”, o que significa: fica na Rua Ricardo Fogarolli, na altura do número 387! Ou, “é junto com a Salvador”, ou seja, fica Continue lendo

O que Inovação tem a ver com Conservação?

O que Inovação tem a ver com Conservação?

Conceitos como Inovação e Empreendedorismo, apesar de familiares aos profissionais de meio ambiente que vêm das engenharias, raramente são trabalhados na formação dos biólogos da conservação. No vídeo de hoje, eu busco trazer estas ideias e mostrar de que forma elas podem concorrer para gerar as transformações necessárias para a conservação do meio ambiente. Saiba mais sobre inovação e geração de valor socioambiental neste artigo. Qual é a sua opinião sobre estes assuntos? Deixe seu comentário abaixo e contribua para o debate!

No dia D, na hora H, quando atingiu o ponto G

No dia D, na hora H, quando atingiu o ponto G

A maior conquista na vida de Samuel era um dia conseguir dormir com uma garota. Muitos podem criticar sua antiga ambição, pois é claro que objetivos como acabar com a fome no mundo ou buscar a paz entre religiões são mais nobres do que esse. No entanto, não há argumentos que consigam convencer um garoto de 16 anos que sexo não é o objeto único da vida, uma vez que o pensamento fixo baseia-se na pura e simples ação da testosterona. Contudo, no dia D, Continue lendo